Colorpixel - Gerenciamento de Cores

Colorpixel na Cerimônia de Abertura da Rio 2016

O principal evento esportivo do mundo chegou ao Rio de Janeiro e apresenta, além dos maiores atletas do planeta em diferentes categorias, o apuro e o requinte ao montar o palco para as estrelas da festa! Na abertura dos Jogos Olímpicos do Rio, a preocupação com a qualidade do espetáculo incluiu o cuidado com a fidelidade das cores do cenário em detalhes que passam despercebidos para muitos, mas que dão o tom correto para a grandiosidade exigida no momento.

Esse trabalho minucioso foi realizado pela Colorpixel, empresa especializada em gerenciamento de cores, que reproduziu as nuances exatas nas centenas de impressões presentes no cenário, que assumiu diferentes configurações no decorrer da cerimônia, destacando a que foi concebida a partir do quadro Sinfonia Nordestina, de Beatriz Milhazes.

Cenário Apoteose da Festa de Abertura da Rio 2016
Cenário Apoteose da Festa de Abertura da Rio 2016, feito a partir da obra Sinfonia Nordestina da pintora Beatriz Milhazes

O grande desafio no controle de qualidade de milhares de metros quadrados da impressão de todos os cenários na cerimônia de abertura foi manter a exatidão das cores, lembra Lorenzo Ridolfi, diretor da Colorpixel, uma das poucas empresas no Brasil especializada neste serviço. “O gerenciamento de cores não havia sido previsto no orçamento original e conquistamos nosso espaço demonstrando a diferença na qualidade, com tecnologia desenvolvida pela própria Colorpixel”, conta Ridolfi, que abriu a empresa em 2007 e sempre sonhara em ampliar seus serviços para peças de grande visibilidade.

Medição de cores dos equipamentos de impressão
Equipamento de precisão medindo as cores de uma impressora de grande porte usada na produção dos cenários da Cerimônia de Abertura da Rio 2016

“Tudo começou com a simples impressão de uma reprodução de um quadro no formato A3 chegando, no fim, à edição de imagens de grandes dimensões, com o controle das cores de milhares de metros quadrados de impressão de todos os cenários, de forma que fossem compatíveis com a transmissão pela TV, com a iluminação local e com a ambientação colossal do Maracanã. Superar esse desafio traz não apenas orgulho, mas a satisfação de haver contribuído para fazer a diferença num espetáculo de visibilidade em todo o mundo”, diz Lorenzo Ridolfi, que se orgulha de ter recebido aprovação pela reprodução das cores de Sinfonia Nordestina pela própria Beatriz Milhazes.

Video oficial com o making of do cenário RGB da Cerimônia de Abertura da Rio 2016

Localizada no Rio de Janeiro, a Colorpixel utiliza equipamentos de precisão para atender as necessidades de clientes de pequeno, médio e grande porte, tendo desenvolvido tecnologia própria para o melhor gerenciamento de cores. Vencedora do prêmio Fernando Pini 2009, o mais reconhecido da indústria gráfica brasileira, na categoria Prova de Cor Digital, a Colorpixel oferece serviços de consultoria em gerenciamento de cores e terceirização de atividades ligadas ao gerenciamento de cores e tem se associado a iniciativas relevantes para a cultura brasileira, como o Projeto Portinari, na recuperação das cores originais dos quadros do pintor Cândido Portinari, com base em um acervo digitalizado de cerca de 5 mil imagens.

Na execução do controle de cores na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, a Colorpixel trabalhou em parceria com o Radiográfico, responsável pela concepção gráfica dos cenários, a gráfica Mundo Alfa, que fez a impressão de todas as peças, e a CC2016, que ficou à frente de toda a produção do evento.

Em relação à CC2016, agradecemos especialmente o apoio do Mauro Amorim, pela confiança depositada e o enorme esforço em viabilizar a nossa participação neste evento fantástico, à Stella Tennenbaum, que deu origem a todo o trabalho, e à Daniela Thomas, que apoiou a nossa presença desde o início.

Para os interessados em conhecer melhor como funciona o gerenciamento de cores, recomendamos a leitura do nosso artigo técnico sobre esse tema.